Radio Verdes Campos! É do seu jeito! - A melhor radio de Gramado, canela e Regiao

Policial militar e bombeiro estão envolvidos em confusão que terminou com homem morto em frente a boate adulta de Porto Alegre

Segundo a Polícia Civil, os dois informaram que a vítima estava ameaçando outras pessoas e alegaram que atiraram em legítima defesa; eles entregaram as armas e foram liberados

634

Um soldado da Brigada Militar e um bombeiro militar são os dois homens que atiraram e mataram um homem em frente à boate Dominó, no bairro Navegantes, em Porto Alegre após uma  discussão na madrugada de terça-feira (5). Os homens tem 35 e 36 anos. Segundo a polícia, eles foram ouvidos e alegaram legítima defesa. A dupla entregou as armas e foi liberada.

De acordo com a polícia, os dois afirmaram, em depoimento, que frequentavam o local no momento em que presenciaram a confusão. A vítima, Gabriel Kersch Rodrigues, 31 anos, e mais três amigos teriam brigado com taxistas na saída do estabelecimento.  

Durante a briga, um dos amigos de Gabriel, que estava armado, teria deixado uma arma cair ao cair no chão. A vítima teria pego essa arma e começado a ameaçar as pessoas, quando acabou atingido.

O amigo de Gabriel que estava armado é policial civil. Ele se apresentou na delegacia e entregou a arma. Conforme o Delegado Éric Dutra, da 2° Delegacia de Homicídios de Porto Alegre, será apurada a conduta deste agente:

— Se ele sabia da condição de foragido do seu amigo (Gabriel tinha mandado de prisão por descumprimento da Lei Maria da Penha), não seria adequado. Agora, será apurada a conduta dele, mas não por nós aqui da delegacia.

A administração da casa noturna informou que o episódio ocorreu “do outro lado da rua”, que não está envolvida no fato e que cedeu imagens das câmeras de segurança à polícia.

Comentários